"Lagoa" é morto a tiros na cidade de Chapadão do Sul nessa madrugada

Polícia gazetacrnews em 25 de agosto, 2021 11h08m
Facebook Twitter Whatsapp

O corpo estendido na calçada, identificado pelo apelido de "Lagoa". Foto: Correio News

A morte pode ter ligações com acerto de contas do tráfico de drogas. 

Da Redação - Nessa madrugada do dia 25 (quarta-feira), um homem foi morto a tiros na avenida Rio Grande do Norte, nas proximidades de uma oficina mecânica, na cidade de Chapadão do Sul. Um morador escutou os estampidos dos disparos e acionou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Quando as forças de segurança chegaram ele já estava sem os sinais vitais, tombado de bruço. É o segundo nos últimos três meses envolvendo pessoas com antecedentes criminais, sugerindo um “acerto de contas” e ligações com o tráfico de drogas. O terceiro homem encontrado morto pode ter morrido de overdose

A vitima foi identificada preliminarmente como “Lagoa”, conhecido no meio policial por antecedentes criminais. A Policia Civil também esteve no local e acionou da Pericia para fazer o laudo técnico da dinâmica do crime. Há suspeitos pelo crime que serão investigados.

Publicidade

Este foi o segundo assassinato ocorrido em circunstâncias a serem esclarecidas nas ruas de Chapadão do Sul nos últimos três meses. No dia 15 de agosto um homem chamado Paulo Henrique – de Dourados – foi encontrado morto na rua Costa Rica. O Corpo de Bombeiros foi acionado por moradores, mas ele já não tinha mais sinais vitais. Estava na calçada com liquido escorrendo pela boca, sugerindo uma overdose.  

Em maio um homem conhecido no meio policial de  Chapadão do Sul por “Lágrima” foi morto a tiros numa casa na rua Campo Grande. As Polícias Civil e Militar  foram acionadas por moradores que ouviram os disparos. Quando os policiais chegaram o rapaz já estava morto.  Aparentemente não há testemunhas capazes de ajudar na identificação do autor. Segundo fontes policiais a morte pode ser o resultado de algum acerto de contas. 

Com informações site Chapadense. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários