Homem com 955 anos procura cartório para corrigir certidão de nascimento

Noticia gazetacrnews em 24 de julho, 2020 16h07m
Facebook Twitter Whatsapp

Cópia de certidão de nascimento.

Certidão consta que Raimundo de Queiroz nasceu em 1064. Sem conseguir tirar segunda via, ele recorreu à Justiça para corrigir idade.

O autônomo Raimundo Nascimento de Queiroz descobriu em 2019, ao perder os documentos pessoais, que um erro de digitação na certidão de nascimento fez dele o homem mais velho do mundo. É que no documento, emitido em um cartório de Plácido de Castro, interior do Acre, afirmava que ele nasceu em 12 de outubro de 1064, logo teria 955 anos.

Queiroz entrou na Justiça para que o erro fosse corrigido e a data correta, 12 de outubro de 1964, constasse na nova certidão. Atualmente, ele mora em Rio Branco e tem 55 anos.

Nesta quinta-feira (23), o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) divulgou que a Vara de Registros Públicos, Órfãos e Sucessões e de Cartas Precatórias Cíveis da Comarca de Rio Branco determinou que o cartório mude a data na certidão de nascimento do autônomo.

Publicidade

G1 entrou em contato com Raimundo Queiroz. Ele disse que só percebeu o erro após perder a carteira de trabalho, CPF e RG no ano passado. Ele procurou uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência, mas ao chegar na Central de Atendimentos (OCA) descobriu que tinha 955 anos e não poderia retirar a segunda via dos documentos.

“Não vou mais falar nisso, já foi resolvido. Deus me ajudou”, resumiu.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários