Movimento Trans e LGBT chega a Costa Rica

Cotidiano gazetacrnews em 22 de maio, 2021 08h05m
Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Carta Capital.

Da Redação – Os tempos são outros, mas o conservadorismo ainda permanece, e deve permanecer, pois faz bem para o equilíbrio da convivência, mas ninguém pode discordar que, no Brasil, cresceu muito a liberdade de iniciativas – Eu sou que eu quero ser. Assim muitos dizem e se comportam. No império romano, a mais de 2 mil anos atrás, o imperador Nero, depois da morte da sua mulher, foi morar com um transexual Assim se move a articulação do movimento LGBT, consequentemente o movimento transgênero, está inserida em movimento político transnacional e embase uma agenda de luta contra as discriminações sofridas por este coletivo. 

Maggye da Silva, 27 anos, mudou de Rondonópolis para Costa Rica, em busca de iniciar e fortalecer a inserção social dos gays, transexual e travesti. Ela diz que a cidade ainda tem poucos que são assumidos, e que irão integrar o movimento, e que a grande busca é a afirmação dos direitos, que cada pessoa tem por garantia legal, mas o desafio ainda consiste na discriminação e preconceito.  

O que é um Trans? Uma mulher trans é uma pessoa que nasceu como aparelho reprodutor masculino (pênis e escroto), mas se identifica como mulher.  

Transgêneros são homossexuais? Não necessariamente. Uma mulher que faz a redesignação para o sexo masculino e, ao adotar o gênero masculino, relaciona-se com mulheres será considerada heterossexual, já que, socialmente, ela passa a ser “homem”. Esse é o caso do ator Thammy Miranda, filho da cantora Gretchen. 

Publicidade

O Conselho Federal de Medicina, tem editado resoluções que garante a escolha sexual da pessoa. Como já explicado, o transexual é aquele que não se reconhece no corpo, no sexo em que nasceu. Assim, tal desconformidade entre o sexo psicológico e o sexo físico traz grandes angústias para o indivíduo.  

O hormônio feminino, a progesterona e o estrogênio, que são fabricados nos ovários, entram em atividade na adolescência e sofrem variações constantes no dia a dia da mulher.  

O hormônio masculino, testosterona é o responsável pela masculinidade. A obesidade, o consumo assíduo de álcool, prejudica a produção hormonal no homem, e pode causar uma certa feminilidade.  

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários