Ministro anula condenações do ex-Presidente Lula, e petista está elegível para 2022

Política gazetacrnews em 08 de março, 2021 14h03m
Facebook Twitter Whatsapp

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em imagem de novembro do ano passado — Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O ministro Edson Fachin tomou a decisão fundamentado em que os processos não deveria ter tramitado na Justiça Federal do estado do Paraná. Os processos serão analisados pela Justiça Federal do DF.

Da Redação - Uma decisão monocrática do ministro Edson Fachin, do STF - Supremo Tribunal Federal, anulou no dia de hoje (8), as condenações do ex-presidente Lula na justiça do Estado do Paraná. Todas às decisões foram anuladas, mas o plenário do STF irá se manifestar sobre a decisão de Fachin.

O argumento do ministro Edson Fachin, ao despachar em um Habeas Corpus, que originou a decisão de anulação, é que o ex-presidente Lula não responde por qualquer culpa em nenhum processo da Petrobrás, por isso não deveria ser condenado pela Justiça Federal do Estado do Paraná, por essa não ser foro competente.

Com essa decisão, e se mantida no plenário do STF, o ex-presidente Lula poderá concorrer a qualquer cargo na eleição de 2022. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários