Cabos e fiação dos serviços de Internet pode levar Prefeitura a editar normas para o uso de postes

Noticias gazetacrnews em 08 de janeiro, 2022 20h01m
Facebook Twitter Whatsapp

Da Redação - Quantas empresas dos serviços de Intermet atuam em Costa Rica, vendendo planos de acesso a rede? Alguém sabe responder? Pois bem, são muitas empresas, talvez mais de 15 empresas exploram os serviços de venda de sinal de Internet com transmissão por fibra ótica. 

Acontece que essas empresas utilizam os postes da Energisa, empresa de energia elétrica, mas esses postes estão fincados na área urbana da cidade, e que pertecem a jurisdição do município, ou seja, cabe ao município regular o uso do solo urbano. 

Nos últimos 2 anos aumentou consideravelmente a quantidade de empresas que exploram os serviços de planos de Internet, na cidade, e tornou bem visível a quantidade de cabos e fiação que ficam expostas, ás vezes até jogadas pelo chão. A um perigo eminente e que coloca às pessoas diante de tal situação. Esses cabos e fios não são energisados, mas estão expostos em um espaço de suspenção aérea bem próximos da fiação de energia elétrica. 

Publicidade

A prória Energisa não paga pelo o uso do espaço que utiliza dentro da cidade, e que devria pagar - pois a Energia éuma empresa que "explora" os munícipes, às vezes cobrando tarifas exageradas de consumo de energia elétrica. Fica a pergunta? Quem fiscaliza essas empresas? No caso da Energisa é a Annel, uma agência do governo federal. Alguém já notou à presença de algum fiscal da Aneel na cidade, nos últimos 20 ou 30 anos?  Pois é, a Energisa usa o espaço público que pertece ao município, e claro de forma indireta pertece aos moradores, não paga nada por isso, e pelo contrário - cobra preços abusivos no consumo de energia elétrica. 

Às empresas que comercializam os planos de Internet também não pagam por utiizar os postes e que estão fincados em espaço público. Essas empresas pagam apenas pelo o Alvará de instalação e funcionamento. A Energisa paga o ICMS, na verdade o usuário é quem paga o imposto. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários