Será mais uma semana com calor em Costa Rica e em MS

Noticias gazetacrnews em 04 de outubro, 2020 16h10m
Facebook Twitter Whatsapp

Temperatura passa de 40 graus em várias cidades.

Forte massa de ar seco continua influenciando o tempo em Mato Grosso do Sul durante toda a semana. Previsão é de calor extremo e níveis críticos de umidade, sem previsão de chuva até o próximo fim de semana.

De acordo com o Climatempo, temperaturas seguem bem altas ao longo da semana, com calor de 43°C e chance de novos recordes.

A umidade relativa do ar continua em situação de emergência. Variação para a semana está estimada entre 50% e 10%, podendo ter picos abaixo de 10%, especialmente nas regiões noroeste norte, bolsão e central.

Não há previsão de chuva pelo menos até sábado (10), quando podem ocorrer precipitações, no entanto, sem acumulado significativo.

No feriado de criação do Estado e Dia de Nossa Aparecida, dias 11 e 12 de outubro, respectivamente, chuvas devem ser mais abrangentes e influenciar na queda das temperaturas máximas, que devem baixar para 35°C, em média.  

A partir da segunda quinzena do mês, pancadas de chuva típicas da primavera já ocorrerão de forma mais regular e o calorão que tem predominado nos últimos dias deve dar uma trégua.

Nesta semana, de segunda a sexta-feira devem ser mantidas as mesmas condições de temperaturas bastante elevadas, com céu claro a parcialmente nublado, sem expectativa de chuva.

Publicidade

Enquanto a chuva não vem, termômetros oscilam entre 22°C e 43°C no Estado. Em Campo Grande, máxima é de 41°C e mínima de 26°C.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), pico de calor deve ocorrer na terça e quarta-feira, quando máximas podem chegar a 45°C. 

O Inmet tem dois alertas vigentes, para o perigo de baixa umidade e altas temperaturas para o período de 3 a 5 dias. O alerta de onda de calor se iniciou ontem e prevê temperaturas máximas 5°C acima da média histórica do mês.

Por conta do calorão e baixa umidade, orientação é ingerir bastante líquido, evitar atividades físicas e exposição ao sol, usar hidratante e umidificar ambientes com umidificadores, bacia com água ou toalha molhada.

Também é recomendado não atear fogo em terrenos baldios ou jogar bitucas de cigarro na natureza, para evitar queimadas e também a poluição do ar. Várias cidades do Estado já estão encobertas por fumaça do Pantanal, o que é prejudicial à saúde.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários