Ex-presidente da CBF é preso na Suiça

Esportes em 27 de maio, 2015 18h05m
Facebook Twitter Whatsapp
FolhaUol - O ex-presidente da CBF - Confederação Brasileira de Futebol, sediado no Rio de Janeiro, José Maria Marin, conhecido como um dos homens da ditadura militar, época que foi vice-governador de S. Paulo, foi preso nesta terça-feira, em Zurique, na Suíça. A acusação contra Marin pela justiça americana, é que o dirigente recebia R$ 2 milhões por ano de propina da Traffic, de propriedade de J. Hawila. Marin favorecia J. Hawilla em seus negócios com o futebol, e devido a isso recebia propina. A Copa do Brasil, torneio disputado por clubes brasileiros, tinha os direitos concedidos a J. Hawilla, além de participação na Copa Libertadores. A prisão de José Maria Marin, originou por investigação da Justiça dos EUA, e que pode desencadear na prisão de outros dirigentes. A Fifa, entidade que comanda o futebol mundial, pode ser uma organização que agrega corrupção, lavagem de dinheiro, e outros crimes - e, está sendo também investigada. A CBF deve sofrer a partir de agora uma ofensiva de investigação, pois há mais de 2 anos, o deputado Romário (PSB), apresentou requerimento na Câmara dos Deputados para investigar a entidade do futebol, mas o pedido foi engavetado. É bom que se diga que a CBF mantém os seus deputados apadrinhados, que trabalha com afinco para defender a entidade no Congresso Nacional.

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários